inicio de curso

Inglês britânico ou americano?

Por Cristian Firmo Barreto

shenker-english-tips-british-and-american-english-1_54cf6ca3666ab_w1500

 

Quando comecei a aprender inglês, fui apresentado ao sotaque britânico e logo percebi certo ar de sobriedade e importância. Ao decorrer de minha carreira, precisei mudar para o inglês americano e senti a presença da irreverência e informalidade, mas afinal, qual é o melhor para se aprender? Minha resposta seria… Nenhum! Isso mesmo. Não quero dizer que as duas vertentes não tenham seu valor, mas sim que há muito a se observar em ambas. Cada país possui características que o torna atrativo ou repulsivo e isso também é verdadeiro para a língua, pois é através dela que se expressa o pensamento deste povo. Ao meu ver, devemos buscar o inglês padrão, aquele que é entendido em qualquer lugar, livre de regionalidades que seriam empecilhos para a comunicação, tais como gírias, pronuncias específicas de uma região ou maneiras muito incomuns para comunicar certas ideias. Hoje em dia, há uma grande profusão de materiais americanos disponíveis para o aprendizado de língua inglesa (filmes, músicas, séries, livros, etc.), o que torna esta variante, de certa forma, predominante. Não se sinta intimidado por isso. Buscar por um único padrão para se expressão na língua inglesa só vale a pena se você pretende morar em um certo país ou estará restrito a um grupo seleto de contato. Aproveite a diversidade que se apresenta através deste lindo idioma e mergulhe no mar de conhecimento que cada experiência pode lhe proporcionar. Bons estudos e até a próxima.